sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O tempo e o medo

Já faz muito tempo que percebi a relatividade do tempo. Costumo preencher meus dias com tantas atividades e o tempo fica tão apertado, que passa rápido. E assim eu gosto! Até meu lazer tem seu tempo... Minhas cirurgias duram 1hora ou doze, ou mais, e esse tempo não me cansa, ao contrário. É bom passar o tempo fazendo o que se gosta e o dia termina rápido para um novo, e sempre diferente, começar. Essa é uma das grandes alegrias de minha vida: nunca um dia é igual ao outro!
De repente o tempo pára! E foge totalmente ao meu controle. E essa é outra descoberta que já havia feito desde que comecei a tentar engravidar. Nessa caminhada, não controlo quase nada. São os mistérios do corpo, da natureza e não sei mais do quê! E aqui estou, pressa num leito de hospital. Sem poder caminhar nem pelo corredor, e querendo que o tempo passe. Mas esse tempo tem uma medida longa demais, pois é cheio de medo. Medo do que não faz parte dos sonhos. Medo de não sair daqui levando minha pequena comigo (esse medo é tão assustador. Embora racionalmente saiba que suas chances já são ótimas, que pesa 2kg e que vai ficar bem, nunca pensei em chegar em casa sem minha pequena no colo. Isso me apavora!). E por esse medo sou capaz de brigar com o tempo, e vou fazer de tudo para passá-lo, deixando minha pequenina crescendo em mim, que é seu melhor lugar.

3 comentários:

Thais Bessa disse...

Olá, sempre passo pelo seu blog, gosto da sua maneira de colocar as coisas que passamos durante a gravidez.

Tenta ficar calma e ter fé, você está muito bem cuidada e já já você poder mostrar a carinha da Nina aqui! :)

Tenta aproveitar esse tempinho pra recuperar todo o sono perdido durante a faculdade e residência. E especialmente pra falta de sono que vem por aí!!!!

Beijos

Débora disse...

Ohhh, a possibilidade da Nina não voltar com você praticamente não existe!!

Ela vai voltar sim!

Deve ser difícil ficar de repouso, ainda mais em um hospital. Mas apesar de parecer que está passando devagar, quando vc ver o rostinho da Nina vai esquecer tudo isso!

Beijinhos

Carolina disse...

Olá, que blog lindo!!! Fique tranquila que dará tudo certo. Eu tive um prematurinho que nasceu de 34 semanas com 2240kg, mas depois de muita luta para segurá-lo. Foram 120 dias na cama, só eu sei o que é ficar numa cama, parece que o tempo não passa nunca. Mas, descanse bastante e aproveite as horas de sono. A única coisa que me preocupei foi de estar em um bom hospital com uma boa uti neonatal, ainda mais pelo marido ser intensivista. Tenha fé e força aí que tudo passa e logo você conhecerá o maior amor de sua vida...chega a doer...é indescritível. Tire bastantes fotos e filme também...curta muito esse momento. Um beijão. Carol e Gabriel.